Visita à vinícola Ruca Malen, Mendoza

Foto Luciana Lancellotti

Com linhas arquitetônicas modernas traçadas sobre o desenho da Cordilheira dos Andes, a vinícola Ruca Malen, em Luján de Cuyo, é um projeto recente. Foi fundada em 1998, concretização do sonho de dois homens com larga experiência no mundo do vinho.

De um lado, Jacques Louis de Montalembert, vindo de uma longa tradição vitivinícola na Borgonha. Do outro, Jean-Pierre Thibaud, que durante uma década comandou a casa Moët & Chandon na Argentina.

+ Vai viajar? Confira este post sobre como arrumar a mala: roupas, documentos, remédios

Visita à vinícola Ruca Malen, Mendoza
Foto: Luciana Lancellotti

A inspiração para o nome da vinícola veio de uma antiga lenda Mapuche, que fala sobre a paixão de uma índia por um jovem deus. Ela recebe dele uma casa, no topo da montanha, junto com um néctar mágico, que a deixaria apreciar a visão do amado sempre que quisesse. Ruca Malen significa “a casa da garota”.

Pois bem.

O néctar que se produz hoje nesta casa não é elaborado por um deus, mas por um dos enólogos mais respeitados de Mendoza, Pablo Cúneo, conhecedor, como poucos, dos microterroirs da região.

Cúneo e sua equipe trataram de criar vinhos elegantes e altamente harmonizáveis, ponto de partida perfeito para desenvolver pratos focados na identidade de cada terroir. A Ruca Malen, então, tornou-se a vinícola pioneira na região a conceber um menu-degustação integralmente harmonizado com seus exemplares.

O sucesso foi tanto que em 2013 o lugar foi premiado pela associação Great Wine Capitals por ter o melhor restaurante em vinícola do mundo.

Visita à vinícola Ruca Malen, Mendoza
Foto Luciana Lancellotti

Tive a oportunidade de almoçar no restaurante da vinícola e registrei a experiência gastronômica neste post.

Antes do almoço, porém, visitei as instalações da bodega e participei de uma degustação em que pude experimentar vários dos vinhos produzidos ali.

Percebi, de forma geral, abundância em cor, estrutura, aromas e sabor. Outra característica marcante  é o frescor. A vinícola Ruca Malen busca desenvolver vinhos que acentuem as características varietais, com um toque artesanal que se evidencie em todos os seus vinhos.

Foram criadas três linhas:

  • Yauquen, com um conceito de mais frescor
  • Ruca Malen, que destaca a presença de madeira
  • Kinien, a linha premium, produzida apenas em ótimas safras

Me interessei bastante por um, em particular, o Ruca Malen Petit Verdot 2013

Ainda hoje é difícil encontrar exemplares de Petit Verdot que, de fato, surpreendam

A Petit Verdot, como se sabe, é uma casta bordalesa tradicionalmente utilizada em cortes, para trazer um traço de personalidade ao vinho – especialmente taninos – e um leque aromático bem interessante de especiarias.

Varietais de Petit Verdot já foram mais raros, é verdade. Mas ainda hoje é difícil encontrar exemplares que consigam surpreender.

Pois a Argentina tem condições muito favoráveis para o cultivo dessa casta e a vinícola Ruca Malen, que produz há 10 anos varietais de Petit Verdot, vem se consolidando como referência no assunto. Ainda assim, atualmente, são produzidos apenas sete ou oito rótulos destacando a Petit Verdot no país.

Visita à vinícola Ruca Malen, MendozaRuca Malen Petit Verdot 2013 agradou por ser intenso, com futas vermelhas mescladas com especiarias. Durante a degustação, houve várias referências a notas aromáticas de casca de banana, mas não consegui chegar a elas. Apesar de tânico, é um vinho redondo, com características varietais bem pronunciadas. A produção foi de pouco mais de 28 mil garrafas.

Foi tão marcante que, mais tarde, pesquisei sobre o vinho e encontrei elogios de Jancis Robinson à sua versão na safra de 2010. A crítica britânica destacou o perfume de violetas cristalizadas, com sugestões de pimentões vermelhos. Também mencionou os taninos, delicados o suficiente para que o vinho seja provado sem acompanhar comida. “Está longe de ser um vinho industrial”, complementou.

A relação entre custo e benefício também é muito boa, vale investir em um exemplar deste Petit Verdot para sair do convencional.

AQUISIÇÃO

Com produção anual de 550 mil litros de vinho, a vinícola Ruca Malen foi adquirida recentemente pela companhia Molinos Río de la Plata, do mesmo proprietário das bodegas Nieto Senetiner.

*Viajei a Mendoza a convite da importadora Casa Flora.

 .

Leia a série sobre Mendoza

.

  1. Informações gerais sobre Mendoza
  2. Visita à bodega Ruca Malen, em Agrelo
  3. Em Mendoza, o melhor restaurante em vinícola do mundo 
  4. Visita à bodega Nieto Senetiner, em Vistalba
  5. Os melhores hotéis de Mendoza
  6. Os melhores restaurantes de Mendoza, por Hervé BirnieScott

.

Mais sobre a Argentina

.

  1. Dicas exclusivas da chef Paola Carosella para curtir Buenos Aires
  2. Entrevista com Laura Catena, da Catena Wines
  3. Patagônia e Buenos Aires: um passeio pelos sabores argentinos
  4. O chá da tarde no hotel Alvear Palace, em Buenos Aires

.

The following two tabs change content below.
Visita à vinícola Ruca Malen, Mendoza
Jornalista e consultora nas áreas de gastronomia e viagem. Foi diretora de redação de publicações especializadas como Wine.com.br e Meridiani, e crítica de restaurantes da revista Playboy, além de repórter e apresentadora na Rede Globo, Record e TV Cultura.
Visita à vinícola Ruca Malen, Mendoza

Latest posts by Luciana Lancellotti (see all)