No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas

No Piemonte o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
Na terra do Barolo e do Barbaresco, hospedagem dos sonhos para quem ama gastronomia oferece também cursos de culinária e de vinhos

Se já é possível sonhar com a retomada de viagens pós-pandemia, por que não sonhar ainda mais alto com um novíssimo hotel no norte da Itália? Melhor ainda: no primeiro hotel do mundo a contar com um concierge de trufas? Parece exagero? Não, se você estiver no coração do Piemonte, no norte da Itália, onde são encontradas as cobiçadíssimas trufas brancas de Alba. É o caso do recém-inaugurado Casa di Langa.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas

+ Confira o valor das diárias e a disponibilidade no Casa di Langa
+ Aulas de culinária em uma vinícola na Toscana

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
 CASA DI LANGA E AS TRUFAS

Trata-se de um hotel com apenas 39 quartos, encravado em 42 hectares de vinhedos e colinas, que integrou experiências com trufas à programação de atividades. Os hóspedes podem agendar um passeio de caça às trufas sem sair da propriedade.

Eles acompanham o trifulau – como é chamado o experiente caçador de trufas, cuja técnica é transmitida de pais para filhos – conduzidos por seus cães da raça Lagotto, conhecida pela habilidade em encontrar trufas.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
Andrea Cairone para Unsplash

Houve um tempo em que porcos guiavam os trufeiros até as trufas, mas eles iam até o fim – ora, nada mais justo – e comiam os tubérculos

Hoje em dia, são utilizados cachorros que ficam felizes em trocar seu achado por petiscos como linguiças cozidas. Poxa vida…

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
AFP via Getty
No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
 O DESTINO DAS TRUFAS BRANCAS

Este vídeo bem interessante produzido pela rede alemã Deutsche Welle acompanhou caçadores de trufas na região de Alba e conversou com eles:

Terminada a caça na Casa di Langa, é hora de procurar o concierge de trufas do hotel. É ele quem vai cuidar dos seus tubérculos recém-descobertos. Em outras palavras: vai limpar as trufas, armazenar as trufas e – surpresa – enviar as trufas para a casa do hóspede de acordo com os procedimentos necessários.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
Getty

O concierge de trufas também ajuda os hóspedes a organizar outros passeios de coleta de trufas fora da propriedade onde fica o hotel e também dar todas as orientações sobre como participar do Festival da Trufa Branca de Alba, que neste ano acontece entre 9 de outubro e 5 de dezembro.

Abaixo, uma foto de 2019: a trufa branca de 340g foi exposta no Castelo de Grinzane Cavour, no Piemonte, onde a Alba Truffle Association promoveu seu 20º leilão mundial de trufas brancas, que acontece durante o Festival.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
Getty

+ Confira o valor das diárias e a disponibilidade no Casa di Langa
+ Os melhores hotéis de Mendoza, na Argentina

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
O QUE SÃO TRUFAS?

Simplificadamente, as trufas podem ser definidas como tubérculos que crescem alguns centímetros abaixo do solo calcário e argiloso, próximas a raízes de árvores de madeira dura, como castanheiras, carvalhos e nogueiras. E ali ficam, lindas e loiras, até que um cão suficientemente sagaz consiga encontrá-la.

Mesmo que todos os tipos de trufa sejam muitíssimo valorizados em todo o mundo, a trufa branca de Alba (Tuber magnatum) é a mais cobiçada pelas qualidades de aroma e sabor, a quantidade limitada e o tamanho maior – podem chegar a 9 centímetros de diâmetro.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
Unsplash

Independentemente da época do ano, local da colheita, tamanho e peso, os preços das trufas, brancas ou negras, é exorbitante. De acordo com o site Truffle.Farm, que monitora periodicamente o custo do tubérculo, o preço médio do quilo da trufa branca é US$ 3386,24, em comparação como da trufa negra de inverno – US $ 721,25 o quilo – em valor atualizado em abril de 2021.


No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
 POR QUE AS TRUFAS SÃO TÃO CARAS?

As trufas são caras por uma série de fatores. Um dos principais motivos é a escassez frente à enorme demanda internacional: no caso das trufas brancas, são encontradas apenas no Piemonte e, em (bem) menor quantidade, na Toscana e na Croácia.

É praticamente impossível cultivar trufas. Seus pequenos tentáculos se espalham sob o solo por onde bem entendem e não podem ser guiados

O preço alto das trufas também depende de agentes como o fornecimento global de trufas na temporada, a espécies de trufas, o local onde as trufas são vendidas e o tamanho.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas

A cor da trufa branca é palidamente dourada, com centro de tom mais intenso e aspecto marmorizado. A forma é de nó. A textura é firme. E o aroma é inebriante: almiscarado com notas de alho (não cru, nem torrado, mas amolecido em um pouco de manteiga).

E que gosto têm as trufas brancas? É um sabor terroso, porém menos do que o das trufas negras (e o aroma, mais pronunciado). As notas almiscaradas se confirmam no paladar e as de alho aquecem o sabor.

Uma (entre muitas) curiosidade: diferentemente do que acontece com a trufa negra, que tem seu sabor liberado quando aquecida ou cozida, só existe uma forma de provar o prazer sensorial da trufa branca: crua.

Quanto mais finas forem laminadas suas lascas, mais intensos seu aroma e seu sabor. As trufas têm o poder de alavancar para outro patamar qualquer prato simples. Aliás, de acordo com a tradição, a melhor forma de apreciar as características das trufas é com pratos simples. De preferência em lascas finíssimas sobre um modesto prato de macarrão, risoto ou ovos.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
O tajarin al tartufo bianco: quintessência da culinária piemontesa
No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
O HOTEL

Para quem é gourmet viajante, o Casa di Langa é um hotel e tanto. Porque há muitas outras experiências além das trufas.

Para começar, lembremos que o Piemonte é a terra do Barolo e do Barbaresco e produz vários dos melhores vinhos italianos

 

Além de participar de degustações de vinhos, percorrer os vinhedos com uma Vespa certamente é inspirador – em um passeio que pode (e deve) se estender às vilas charmosas e castelos históricos da região.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
Getty

Os hóspedes que já fazem cursos da Wine and Spirit Education (WSET) também podem se inscrever em cursos com um, três ou cinco dias de duração, organizados por nível, para avançar em seu nível de conhecimento – a Casa di Langa é um dos provedores autorizados pela instituição.

A experiência com vinhos também oferece uma introdução aprofundada às tradições do vinho do Piemonte, com aulas intimistas disponíveis três vezes ao dia, com um panorama sobre a cultura do vinho local e degustações personalizadas feitas às cegas.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas

+ Confira o valor das diárias e a disponibilidade no Casa di Langa
+ Ciao Italia: o melhor molho de tomate do mundo leva 4 ingredientes

E se há aulas sobre vinho, é claro que há também as aulas de culinária, que começam na horta e no pomar da propriedade.

As aulas destacam massas como o tajarin, tradicional do Langhe, disponível em todos os restaurantes da região.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas

Como é possível perceber pela foto tirada no próprio hotel Casa di Langa, o tajarin é o prato que conhecemos no Brasil como talharim, tipo de massa cortada em forma de tiras finas. O termo tajarin é uma variação do nome no dialeto piemontês, considerado o berço dessa especialidade que representa o tipo mais fino de massas da família tagliatelle – que por sua vez abarca as massas em tiras.

A aula inclui, ainda, um almoço de entrada a sobremesa no restaurante do hotel, Fàula.

No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas

Confira outras alternativas de hospedagem na região do Piemonte:



Booking.com

The following two tabs change content below.
No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas
Jornalista e consultora nas áreas de gastronomia e viagem, não recusa uma taça de um bom Syrah. Editora de Estilo da revista ISTOÉ Dinheiro, foi diretora de redação da revista WINE, crítica de restaurantes da revista Playboy, repórter e apresentadora na Rede Globo São Paulo e TV Cultura.
More from Luciana Lancellotti
Hotéis em Montevidéu: Alquimista Montevideo, Carrasco
Nesta série com alguns dos melhores hotéis de Montevidéu, o Alquimista Montevideo é,...
Read More
0 replies on “No Piemonte, o primeiro hotel do mundo a ter um concierge de trufas”