Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Aberto desde o início de junho, com diárias a partir de € 1700, o luxuoso hotel Le Grand Contrôle em Versailles é o mais aguardado dos últimos anos

Poucas inaugurações no setor de hotelaria de luxo internacional foram tão aguardadas como a do hotel Le Grand Contrôle, localizado na ala sul do Palácio de Versailles. Administrado pela luxuosa rede hoteleira Les Airelles, o novo hotel funciona em um dos três prédios localizados junto aos portões do palácio: o Hôtel du Grand Contrôle, o Petit Contrôle e o Pavillon des Permères Cents Marches. Com vistas impressionantes para o laranjal (l’Orangerie), todos foram projetados originalmente no século 17 pelo arquiteto favorito de Luís XIV, Jules Hardouin-Mansart.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

O Grand Contrôle, em particular, concentrou o controle Geral das Finanças, equivalente a um ministério. E assim funcionou até o início da Revolução Francesa.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França
O prédio do Grand Contrôle em foto de 2010 | Jacques Demarthon para AFP

De lá para cá, o edifício foi sede do Tribunal do Comércio, residência de diferentes proprietários, serviu como refeitório para oficiais e biblioteca militar, até ser entregue ao domínio nacional de Versailles em 2008. Em 2010, foi integrado a um projeto de concessão (relançado em 2015) e atribuído em março do ano seguinte ao grupo LOV Hotel Collection e à Alain Ducasse Entreprise, do chef francês multiestrelado.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, França
Gastronomia
Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França
@renee_kemps

Desde 2016, a empresa de Alain Ducasse já opera o restaurante Ore [“boca”, em latim] Ducasse au Château de Versailles, dentro do castelo, com o chef executivo Stephane Duchiron no comando. Também, supervisiona o que é servido grandes festas em eventos especiais no Castelo.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Com a concessão, Ducasse também passa a ser responsável pela supervisão de toda a gastronomia do hotel Le Grand Contrôle. E propõe jantares excepcionais que o Ore já oferece quando o castelo se esvazia de seus visitantes.

É nessa hora que o restaurante, de ambiente ultra discreto, ganha ares dramáticos, com equipe de gala, serviço à francesa e pratos apresentados simultaneamente aos comensais. Sopas, assados e sobremesas se sucedem coreograficamente, com louças reeditadas do século 18 pela tradicionalíssima grife francesa de porcelanas Bernardaud, sediada em Limoges.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

O preço para participar do jantar inspirado em cardápios históricos é de €350 por pessoa, sem vinhos, e €500 com harmonização, valores à altura das diárias estimadas do novo hotel, a partir de €1700 com café da manhã e chá da tarde incluídos, além do frigobar como cortesia. O vídeo abaixo é curtinho, mas dá uma ideia da sofisticação da gastronomia oferecida no evento.

Bem, no novo Le Grand Contrôle, o restaurante comandado por Ducasse, Le Festin, segue o padrão de classe e sofisticação do século 18. Vamos lá, admita: tentador é pouco.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França
Foto Renée Kemps
Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, França
Maria Antonieta

As diárias incluem chá da tarde que, neste caso, homenageia a figura mais emblemática da história de Versailles, Maria Antonieta. A refeição é composta po especialidades como uma variedade de sanduíches, brioches vienenses e outras gourmandises.

O chocolate quente, bebida favorita da última rainha da França, é assinado pela grife Le Chocolat Alain Ducasse, para ser apreciado puro ou perfumado com flor de laranjeira, do jeito que Maria Antonieta preferia.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Leia também:
+ A paixão de Maria Antonieta por doces
+ Viajar pela França hospedando-se em castelos


Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, França
Quartos e suítes

Já que a proposta é levar a exclusividade a sério, o novo Le Grand Contrôle terá apenas 14 quartos e suítes. As maiores ficam nos andares inferiores, de acordo com a tradição. A Suíte Necker é o antigo apartamento privado de Jacques Necker, ministro das finanças durante o  governo de Luís XVI.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França
Instagram @renee_kemps

Com 120m², a suíte tem pé direito de 4 metros de altura, piso de parquet de Versailles e cama com dossel, além de sala de estar.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Todos os apartamentos são iluminados por lustres século 18 e decorados com papel de parede antigo. Como no quarto Madame de Fouquet, abaixo, inspirado na socialite que se casou com o Marquês de Fouquet, herói da Guerra Revolucionária Americana. Juntos, eles viveram no Le Grand Contrôle até 1787.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Com 60m² e dois banheiros incluídos, o quarto tem um terraço espaçoso, de 30m², com vista deslumbrante sobre os jardins do Palácio de Versailles.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, França
Contagem regressiva

Inicialmente previsto para abrir em 2020 – o que não aconteceu sobretudo em decorrência da pandemia –, o Grand Contrôle está prestes a ser inaugurado, no dia 1º de junho deste ano.

Após um exaustivo trabalho de restauração do edifício, que contou com um comitê científico para garantir a fidelidade ao patrimônio histórico do imóvel, o hotel ganhou móveis e obras de arte originais selecionados e restaurados sob a batuta do arquiteto de interiores Christophe Tollemer. Os requintes vão de tapetes de tapeçaria da Manufacture Royal d’Aubusson a tecidos estampados da tradicional Maison Pierre Frey.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França
Instagram @renee_kemps
Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, França
Cápsula do tempo

Boa parte dos 14 quartos e suítes distribuídos em uma área de  1700 metros quadrados terá vista descortinada para o Orangerie, o extenso laranjal composto por árvores provenientes de vários países europeus. A flor de laranjeira exalava o perfume favorito de Luís XIV e a tradição entre os cortesãos era presentear o rei com laranjeiras.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Seguindo o tom que pontua os ambientes do complexo, o hotel estabeleceu parceria com a marca suíça Valmont para criar seu spa. O resultado: além de tratamentos estéticos e relaxantes de ponta, será possível traçar longas braçadas em uma piscina coberta.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

A proposta é oferecer a sensação de mergulhar em uma cápsula do tempo criada no século 18.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Tudo é, sem dúvida, tentador e chega a ser opulento, mas talvez nenhum dos luxos mencionados se compare ao privilégio de poder participar de passeios exclusivos pelo interior do palácio, na companhia de um guia. O complexo de Versailles é composto também pelo Grand Trianon, os famosos Jardins e o palácio principal.

No antigo pavilhão de caça fica hoje a residência oficial do presidente da república em Versailles – foi local escolhido por Emmanuel Macron para se isolar após o teste positivo para Covid-19, em 2020.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França
A residência oficial de La Lanterne, em Versailles | Reuters
Hotel Le Grand Contrôle em Versailles
Acesso privilegiado

Após o café da manhã, os hóspedes podem participar de passeios privados pelo Petit Trianon, considerado uma jóia do neoclássico francês, onde Maria Antonieta se refugiava da pompa que ditava a vida na corte.

E durante a noite, os tours exclusivos pelo interior do palácio começam após o horário de visitação pública.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

Uma equipe estimada em 15 mordomos – treinados com excelência, em aulas que incluíram a história detalhada do Palácio de Versailles – fica à disposição dos hóspedes para auxiliar no que precisarem e projetarem qualquer tipo de experiência no palácio.

Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França

E os privilégios vão além: se um hóspede for aficionado por Versailles, pode, por exemplo, agendar um almoço com a presidente do Palácio, a jornalista Catherine Pégard.

Com esse tipo de vivência, o novo hotel entra em sintonia com a tendência do chamado hedonismo intelectual, que evita o estímulo digital acelerado e volta as atenções ao entretenimento analógico, sem pressa nem preocupações.

* Este post foi adaptado de um artigo que escrevi originalmente para a revista ISTOÉ Dinheiro.

The following two tabs change content below.
Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França
Jornalista e consultora nas áreas de gastronomia e viagem, não recusa uma taça de um bom Syrah. Editora de Estilo da revista ISTOÉ Dinheiro, foi diretora de redação da revista WINE, crítica de restaurantes da revista Playboy, repórter e apresentadora na Rede Globo São Paulo e TV Cultura.
More from Luciana Lancellotti
Visita à vinícola Viñedo de los Vientos
“Mas como vocês só me avisam na véspera que virão aqui?”, pergunta,...
Read More
0 replies on “Hotel Le Grand Contrôle em Versailles, na França”