Macarrão instantâneo com embalagem comestível

Fotos hollygrounds.cargo.site

Parece até ficção. Mas se trata da mais pura realidade. Já existe uma forma de comer alimentos, com embalagem e tudo. Neste caso, o popular macarrão instantâneo com embalagem comestível.

No mundo atual, em que o popular miojo ou Nissin parece até ser comercializado com mais plástico do que massa propriamente dita, eis que surge esta proposta ecologicamente consciente para substituir o pacotinho descartável.

Macarrão instantâneo com embalagem comestível


Macarrão instantâneo com embalagem comestível
A dona da ideia

A responsável pelo desenvolvimento da embalagem que vira molho se chama Holly Grounds. Estudante de design de produto na Ravensbourne University London, ela partiu de uma dura verdade:

O macarrão instantâneo pode ser cozido e consumido em menos de 10 minutos, mas a embalagem pode levar até 8 décadas para se decompor

E assim, percebendo as consequências ambientais duradouras de uma refeição tão rápida e fácil de preparar, ela se desafiou a criar uma embalagem de macarrão instantâneo comestível, solúvel em água.

Macarrão instantâneo com embalagem comestível

 

+ Como comer lámen da forma correta
+ Copos comestíveis: que sabor têm?



Macarrão instantâneo com embalagem comestível
E como isso é possível?

Foi na base de tentativa e erro que Grounds chegou à embalagem comestível. A estudante eliminou dois problemas com uma tacada só: a embalagem de plástico do miojo e o sachê com o tempero.

Para isso, incorporou os condimentos secos a uma embalagem de biofilme produzido com amido de batata. A mistura foi, então, despejada em um molde, por 24 horas, para solidificar.

Macarrão instantâneo com embalagem comestível

Em seguida, ela embrulhou o macarrão instantâneo (em formato de donut) e levou para aquecer, uniformemente, no fogão. Ou seja, a embalagem é termosselável.

Por questões óbvias de higiene, o macarrão instantâneo embalado no próprio molho é envolto em papel.

Olha só que bacana:

Macarrão instantâneo com embalagem comestível


+ Saiba quais alimentos devem ficar longe da geladeira
+ O futuro da hotelaria pós-Covid-19



Macarrão instantâneo com embalagem comestível
E na hora de preparar?

Embora o biofilme seja espesso o suficiente para evitar que o macarrão instantâneo se deteriore, ele se derrete após apenas um minuto em contato com água fervente.

E, enfim, faz-se a mágica: a embalagem se transforma no molho do lámen. Detalhe: sem alterar o sabor ou a consistência do macarrão instantâneo.

Macarrão instantâneo com embalagem comestível

A invenção de Grounds não é apenas mais ecológica do que o plástico. A embalagem que vira molho também reduz o tempo de preparo do miojo. Porque elimina a necessidade de abrir as diferentes abas de plástico das embalagens tradicionais.

Macarrão instantâneo com embalagem comestível

A embalagem de macarrão instantâneo comestível foi apresentada como uma das 5 finalistas no Festival de Design Virtual do site Dezeen, com o tema economia circular. Holly Grounds espera, enfim, poder usar a atenção da mídia para ajudar a implementar a embalagem de biofilme também em outros alimentos desidratados, além de grãos e cereais. Arroz, feijão, vários alimentos já foram testados.

More from Luciana Lancellotti

Frase de Jancis Robinson

A melhor forma de introduzir amigos no mundo do vinho é abrir...
Leia mais