Restaurantes em Santiago

Santiago Cordilheira

Longe de viver a pungência de São Paulo, transbordar o frescor do Rio ou o charme de Buenos Aires, Santiago não é uma cidade que se revela, assim, de primeira. Há uma certa timidez no ar, até mesmo com relação à vida noturna, que pode até desanimar quem chega. Mas nem pense nisso. Esta seleção traz dicas super atuais para quem vai passar pela capital chilena e quer aproveitar o melhor.

A dica de hospedagem é o Noi, na Vitacura, um hotel-boutique novíssimo, com ar despojado e moderno. Os quartos (87, ao todo) têm funcionalidades como comando elétrico de cortinas, por exemplo. Tudo muito cool e discreto. O bar da cobertura tem um terraço bem bacana para o skyline da cidade e uma bela carta de drinques. Ali fica, também, a piscina, que parece ser abraçada pela Cordilheira. Bem legal.

Restaurantes em Santiago

Com fome? O Akarana tem coquetéis e tapas que passeiam das ostras e lulas até os rolinhos primavera. O menu traz, também, bons pratos mediterrâneos.

Europeo, na Vitacura, tem pratos franceses preparados com ingredientes da estação. Para contrastar com as sugestões cheias de detalhes, a decoração, elegante, tem ar minimalista. As mesas com vista para o jardim são bem agradáveis.

Guardadas as devidas proporções, o Etniko está para Santiago como o Spot, para São Paulo

Etniko: aquele lugar em que a comida é OK,  mas vive lotado mesmo por causa do ambiente e da frequência. Gente bonita, música eletrônica com direito a DJ, coquetéis, sushi bar,  enfim, para ver e ser visto.

Já o  Astrid y Gastón tem proposta totalmente diferente, com ambiente tradicional e serviço atencioso. O restaurante do celebrado chef peruano Gastón Acúrio tem o melhor ceviche da cidade, mas vale provar o atum com tamarindo e chili, espuma de coco e limão com arroz frito. Lugar obrigatório se você for gourmet. Aliás, se você é gourmet  – e, como já disse Millor Fernandes, “o gourmet é um comilão erudito” -, Gastón Acúrio dispensa apresentações.

Por falar no próprio, é dele também a Cebicheria La Mar, toda envidraçada, um lugar bem descolado aonde você deve chegar antes das nove – mas é altamente aconselhável fazer reserva, porque o lugar lota cedo. Gente bonita e falante, ceviches e pisco sauer (e de quem é a autoria do pisco sauer, mesmo? Nunca discuta isso com um chileno, mas a gente sabe que é dos peruanos). Em São Paulo, há outra filial da La Mar, no Itaim Bibi, sob o comando de Gastón Acúrio também.

Por fim, não custa lembrar: aos domingos, nem todos os lugares abrem, ligue antes para confirmar, faça reservas. E depois conte para a gente do que mais gostou, ou, como diz alguém que eu conheço, conte qual foi o E. T. V. “Éxtasis total del viaje”.  😉

The following two tabs change content below.
Restaurantes em Santiago
Jornalista e consultora nas áreas de gastronomia e viagem, atualmente diretora de redação da revista Wine.com.br, publicação sobre vinhos de maior tiragem do Brasil. Foi crítica de restaurantes da revista Playboy, repórter e apresentadora na Rede Globo, Record e TV Cultura.
Restaurantes em Santiago

Latest posts by Luciana Lancellotti (see all)