Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto

By the Wine Lisboa
O balcão do By the Wine, no Chiado | Foto: reprodução

Continuando a série sobre os wine bars de Lisboa, agora é a vez de destacar a região do Chiado/Bairro Alto, a mais agitada da cidade.

Dia e noite, todo mundo passa por ali e confesso que, dependendo da rua, já não sei mais o que é Chiado e o que é Bairro Alto, já que um é extensão do outro.

Sendo assim, não por acaso, uma das concentrações de bares de vinho interessantes da cidade fica justamente por estes lados.

Para que o post não fique gigantesco, começo por dois dos principais bares de vinho da região. Vamos a eles.

G A R R A F E I R A   A L F A I A

Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto
A fachada da Garrafeira Alfaia. Foto: reprodução

A Rua do Diário de Notícias, no Bairro Alto, é uma daquelas típicas passagens forradas por pedras, onde os carros precisam passar com cuidado, dividindo espaço com os transeuntes. No nº 125, se esconde, atrás de uma fachada coberta pelos icônicos azulejos portugueses, um dos bares de vinho mais concorridos de Lisboa.

A Garrafeira Alfaia nem é tão antiga, mas perto de boa parte dos wine bars da cidade já pode ser considerada tradicional: quando nasceu, em 2003, funcionava como um espaço para espera do Restaurante Alfaia, que fica quase em frente, fazendo esquina com a Travessa Queimada.

Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto
O restaurante Alfaia, que originou a Garrafeira | Foto: reprodução

Não deu outra: graças à qualidade dos vinhos e porções servidos ali, a garrafeira acabou ganhando vida própria. E cresceu com a melhor das propagandas, a chamada “boca a boca”.

Hoje, não é raro encontrar em seu espaço diminuto celebridades portuguesas e também brasileiras, porque o lugar é um dos mais bem recomendados em Lisboa para petiscar especialidades portuguesas e degustar bons vinhos nacionais.

Sabe um bar com atmosfera bem simples, serviço acolhedor e bem informado, vinhos e produtos excelentes? Pois.

Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto
Queijos amanteigados, vinhos e sardinhas assadas | Fotos: reprodução

Além dos enchidos e queijos amanteigados tradicionais, vai muito bem pedir a alheira de caça de Mirandela, as sardinhas assadas e, para quem curte (meu caso),  o chouriço de vinho ou a morcela de arroz com cominhos.

A variedade de queijos é tentadora – de Nisa (também servido com doce de abóbora), SaloioSerra da Estrela, Serpa e Castelo Branco.

São apenas seis mesas (duas delas, barricas adaptadas), em contraste com os nada menos que 400 rótulos na carta de vinhos – fora os aguardentes e licores portugueses.

Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto
O proprietário, Pedrão, entre vinhos portugueses | Foto: reprodução

O dono da Garrafeira é o simpático Pedro Jorge (“Pedrão”, para os clientes mais chegados), que orienta maravilhosamente sobre as melhores harmonizações – uma boa oportunidade para ter uma aula sobre os vinhos portugueses e suas regiões de origem.

Outra grande figura, Paulo, um dos garçons, é brasuca. Se quiser relaxar e deixar que os dois sugiram a sequência de pratos e vinhos, não tem erro.

Vá, vá e vá.

Garrafeira Alfaia 
Rua do Diário de Notícias, 125
Bairro Alto – Lisboa
Tel. +351 213 433 079

Leia também:
+ Minha visita ao Cantinho do Avillez, um de meus restaurantes favoritos em Lisboa
+ Porto e Lisboa: um roteiro gastronômico pelas duas principais cidades de Portugal

B Y   T H E   W I N E

Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto
O ambiente bacana do By the Wine | Foto: reprodução

Já no Chiado, precisamente na rua das Flores (que liga o Cais do Sodré à Praça Luís de Camões), By the Wine é um representante da nova geração de bares de vinho na cidade.

Mas antes de falar sobre os vinhos deste lugar, é preciso destacar alguns aspectos do ambiente, que é realmente beeeem legal.

O clima no By the Wine é de uma taberna moderna: o bar se distribui por vários ambientes, com mesas comunitárias, velas e enormes peças de presunto dependuradas por ganchos.

Logo na entrada, o teto arqueado é forrado por 3.267 garrafas vazias, formando um túnel verde que cobre um balcão longo (ótimo ficar ali) e várias mesas. Todas foram produzidas originalmente para envasar o vinho Periquita – primeiro tinto de mesa engarrafado em Portugal.

O Periquita, não custa lembrar, é uma das marcas portuguesas mais tradicionais e também um velho conhecido dos brasileiros. Sua composição conta com as uvas autóctones Castelão, Trincadeira e Aragonês.

Leia também:
+ O bom momento dos vinhos portugueses é o melhor motivo para conhecer os wine bars da capital
+ Três wine bars em regiões históricas de Lisboa: Belém, Cais do Sodré e Castelo de São Jorge

Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto
By the Wine: clima de taberna moderna | Foto: divulgação

O conceito do lugar: este é o primeiro wine bar dedicado exclusivamente a uma vinícola portuguesa.

No caso, José Maria da Fonseca, sob o comando de uma das mais antigas famílias produtoras de vinhos de Portugal. Você vai ver, nas paredes, fotos em preto e branco que ajudam a contar um pouco dessa história.

Aliás, já estive na JMF, em Setúbal, pertinho de Lisboa. O lugar é lindo e vale a visita, principalmente pela Adega dos Teares Velhos, onde descansam, sob acordes do canto gregoriano, centenários Moscatéis de Setúbal.

Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto
As garrafas estão no teto e também nas prateleiras altíssimas no wine bar multiambientes | Foto: reprodução

Voltando ao conceito, By the Wine é uma loja-bar, já que se pode comprar, também, os vinhos para viagem. Uma forma muito bem pensada de apresentar e promover os vinhos da JMF.

A carta de vinhos não é extensa, conta com 42 opções fixas (o que é esperado, já que estamos falando de apenas uma vinícola). Brancos, tintos, rosés, espumantes, moscatéis e aguardentes estão representados ali e podem ser adquiridos também por taça (ou  “a copo”, como dizem os portugueses).

Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto
Simples assim: prego do lombo, chips, uma boa taça e queijos portugueses, ah, os queijos portugueses… | Foto: reprodução

O menu também não se estende muito. O que mais se pede são as extensas e vistosas tábuas de frios e queijos, que desfilam em vaivém incessante pelos ambientes. Para quem é louco por queijos, outra boa pedida é aproveitar o Azeitão às colheradas, acompanhado de uma porção de marmelada.

Outra sugestão que vale experimentar são os pimentos (pimentões) recheados com cogumelos e queijo de ovelha.

E para quem vier com apetite maior, a dica é pedir um prego do lombo, que vem a ser um sanduíche simples de carne, aqui servido em pão caseiro algarvio, quentinho. Pode ser harmonizado com uma(s) taça(s) de Ripanço (Syrah + Aragonês + Alicante Bouschet).

Termine o programa com uma torta de queijo Azeitão e harmonize, claro, com um bem-vindo  Moscatel de Setúbal.

No próximo post, mais dicas na região do Bairro Alto/Chiado.

By the Wine
Rua das Flores, 41
Chiado, Lisboa
Tel: +351 21 342 0319

Passeios em Lisboa com a Ticketbar

 

The following two tabs change content below.
Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto
Jornalista e consultora nas áreas de gastronomia e viagem, atualmente diretora de redação da revista Wine.com.br, publicação sobre vinhos de maior tiragem do Brasil. Foi crítica de restaurantes da revista Playboy, repórter e apresentadora na Rede Globo, Record e TV Cultura.
Wine bars em Lisboa 3|Chiado e Bairro Alto

Latest posts by Luciana Lancellotti (see all)