Alguns dos melhores hostels do mundo

Suíte do Freehand Miami, considerado o melhor hostel da cidade / Foto: divulgação

Já abordei neste post uma nova geração de albergues, os chamados hostels de luxo, que vêm ditando tendência mundo afora, oferecendo design, localização, maior privacidade e, sobretudo, preços mais acessíveis.

Agora é a vez de falar sobre cinco desses hostels de luxo em cidades muito demandadas pelos brasileiros: Paris, Miami, Nova York, Lisboa e Madri.

Além dos tradicionais quartos compartilhados, todos oferecem suítes privativas e integram a lista de hostels com a melhor relação entre qualidade e preço em suas cidades.

Vamos às dicas.

+ Vai viajar? Confira este post sobre como arrumar a mala: roupas, documentos, remédios

THE HAT
Madri

Onde fica: no centro histórico da cidade. O hostel está a 150 metros da Praça Mayor,  a 5 minutos de caminhada da Praça Puerta del Sol  e a 10 minutos do Bairro La Latina.

Estilo: considerado o primeiro “hostel-boutique” madrilenho, é frequentemente apontado entre os mais estilosos da cidade. Fica em um edifício do séc. XIX, com interior decorado despojadamente com toques industriais e atmosfera hipster. É um hostel que valoriza a sustentabilidade e, entre várias preocupações com o tema, utiliza energia de biomassa e iluminação de LED.

Bar/restaurante: o bar do terraço, de onde se aprecia o por do sol, é um lugar bastante badalado, também entre os locais, para drinques e tapas. O café da manhã, incluído na diária, foi considerado pelos usuários do site Booking.com o melhor entre os hostels da cidade, com café, sucos, frutas frescas, frios, pães e itens de confeitaria. Quando faz sol, é servido no terraço.

Consulte valores e disponibilidade aqui.

Clique e saiba os valores e a disponibilidade nos melhores hostels de Madri

.

THE INDEPENDENTE
Lisboa

Onde: entre o Bairro Alto e o Príncipe Real, rodeado por lojas e restaurantes, os dois bairros lisboetas mais vibrantes atualmente. À frente, o Miradouro de São Pedro de Alcântara tem vista sobre a cidade que corre até o Castelo de São Jorge.

Estilo: O hostel está instalado em um palacete restaurado do séc. XIX, que já foi a residência oficial do embaixador da Suíça. É muito agradável o contraste de estilos: os ambientes são espaçosos e combinam a arquitetura original com clássicos do design, como cadeiras Panton e Butterfly, poltronas Swan Arne Jacobsen, entre outros itens. As varandas e o terraço são deliciosos convites para apreciar a vista para o Tejo.

Bar/restaurante: nos dois restaurantes locais, brilham os sabores portugueses, com releituras distintas: The Decadente tem apelo mais tradicional e The Insólito propõe uma fusão com a cozinha moderna. São frequentados também por locais, que trazem uma movimentação jovial e descolada para o hostel. O café da manhã, incluído, é servido em ambos: um na cobertura, outro no térreo.

Adoro este vídeo sobre o lugar:

GENERATOR
Paris

Onde: no 10º arrondissement, a 15 minutos a pé da estação Gare du Nord. O hostel também está a alguns passos do Canal Saint-Martin, reduto criativo mais dinâmico de Paris no momento, perto de boutiques, galerias de arte, brechós, bares e restaurantes. Aquele onde Amélie Poulain atirava pedrinhas.

Alguns dos melhores hostels do mundo
Cena de “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” / Foto: reprodução

Estilo: a rede Generator é, hoje, a principal referência internacional em termos de hostels de luxo, com unidades disputadas em cidades europeias como Londres, Barcelona e Berlim. O hostel de Paris, que recuperou um edifício abandonado, teve layout renovado sob a direção criativa do arquiteto Anwar Mekhayech, da The Design House, escritório responsável pelo projeto de outras unidades da rede e também de hotéis como Soho House TorontoThe Bowery (Nova York). O layout é inspirado nas luzes e cores do cinema, com referências a ruas parisienses e toques marroquinos.

Bar/restaurante: Café Fabien, com menu de pratos variados franceses e italianos, faz uma espécie de encontro entre o moderno e o bucólico,  com muita madeira e azulejos hidráulicos. Uma escada leva ao Le Club & Bar, no subsolo, com pista de dança e inspiração no metrô de Paris. Na cobertura, o outro bar, Le Rooftop, oferece vistas para a Sacré-Coeur e o bairro de Montmartre. O café da manhã continental está incluído.
.
Saiba os valores e a disponibilidade aqui.

.

THE JANE
Nova York

Onde: no West Village, a poucos passos do Whitney Museum of American Art, o hostel é cercado por boutiques, bares e restaurantes (vários deles entre os mais descolados da cidade).

Estilo: Com atmosfera retrô, os quartos fazem referência a cabines de navio – não por acaso, já que, de 1908 a 1940, o prédio serviu de hotel para marinheiros. O lugar tem também um viés histórico forte: em 1912, os sobreviventes do Titanic aguardaram, aqui, o inquérito sobre o naufrágio. Os designers desta fase mais recente do hostel preservaram a pegada histórica, pincelando alguns toques modernos – as cabines individuais compactas são equipadas com dock para iPod, TV de tela plana e aparelho de ar-condicionado. Os quartos com banheiro privativo contam com terraço e vista para o Hudson.

Restaurantes/bares: no hostel funciona um dos night clubs mais exclusivos do Baixo Manhattan, The Jane Ballroom, com ambiente que evoca à mansão de um milionário excêntrico. Lustre de vidro, taxidermia, móveis de veludo, tapetes antigos e um grande globo espelhado de discoteca compõem o ambiente. Na cobertura, o outro bar, The Rooftop se debruça para uma belíssima vista para o rio Hudson. O café da manhã não está incluído.

Saiba os valores e consulte a disponibilidade aqui


Clique e saiba os valores e a disponibilidade dos melhores hostels de NYC

 Sai.S

FREEHAND
Miami Beach

Onde: em Miami Beach, a 5 minutos a pé da praia e a menos de 1 km do Bass Museum e de 2 km da Lincoln Road.

Estilo: a Freehand é considerada a primeira grife de hostels dos Estados Unidos. Em Miami, o hostel está instalado em um prédio da década de 1930, em estilo Art Déco, onde já funcionou o Indian Creek Hotel. Toda a concepção atual foi idealizada pelo escritório Roman & Williams, que já assinou projetos para hotéis como o Standard Highline e The Ace, em Nova York. Trata-se de um um party  hostel: de noite, a piscina ganha trilha sonora com muita gente brindando e socializando.

Restaurante/bar Um dos bares locais, The Broken Shaker, é um dos hotspots da cidade e já faturou prêmios por ter uma das cartas de coquetéis mais inventivas do mundo. Vizinho ao hostel, o 27 Restaurant abre diariamente para o jantar e serve brunch aos sábados e domingos. O café da manhã está incluído.

Saiba os valores e a disponibilidade aqui.

Clique e saiba os valores e a disponibilidade nos melhores hostels de Miami Beach

 

The following two tabs change content below.
Alguns dos melhores hostels do mundo
Jornalista e consultora nas áreas de gastronomia e viagem, atualmente diretora de redação da revista Wine.com.br, publicação sobre vinhos de maior tiragem do Brasil. Foi crítica de restaurantes da revista Playboy, repórter e apresentadora na Rede Globo, Record e TV Cultura.
Alguns dos melhores hostels do mundo

Latest posts by Luciana Lancellotti (see all)